Logo Site
Teste de Broncoespasmo no Exercício

 

Avaliar o volume expiratório forçado em 1 segundo (VEF1) pré-esforço, em pacientes portadores de asma e clínica de broncoespasmo induzido pelo exercício (BIE), submetidos a protocolo de provocação por exercício.

O broncoespasmo induzido pelo exercício (BIE) tem uma prevalência elevada. Cerca de 50% dos asmáticos apresentam BIE. Entretanto, cerca de 10% dos casos de BIE ocorrem em indivíduos sem história de asma ou atopia. A sua prevalência em atletas de uma forma geral,ou seja, com ou sem ama, é estimada em 11% a 50%.

 

O BIE pode ocorrer em qualquer atividade física, entretanto é mais comum em atividades que levam a uma hiperventilação significativa como corrida, natação, futebol, tênis, ciclismo, basquetebol e esqui.

O mecanismo consiste na perda de água pela hirperventilação durante o exercício, com alterações na temperatura da mucosa respiratória e na sua osmolaridade. Tais alterações levam a liberação de mediadores inflamatórios como a histamina, leucotrienos e prostaglandinas, além do aumento da produção de NO, que podem provocar o broncoespasmo.

 

O diagnóstico é feito pela história clínica, ou seja, apresentar durante ou após o exercício, sintomas respiratórios como dispnéia, tosse, sensação de constrição torácica, sibilos e (ou) cianose, e por meio de teste de desencadeamento com exercício, monitorado pela função pulmonar.

Existem vários protocolos de exercício, utilizando esteira, bicicleta ergométrica e até mesmo corrida livre. Os testes também podem ser realizados em crianças, geralmente acima de cinco anos de idade. São geralmente considerados positivos os que apresentam uma queda de 15% ou mais no VEF1 (volume expirado no 1º segundo) pós-exercício. Suas indicações, contraindicações e cuidados.

 

Avaliar o volume expiratório forçado em 1 segundo (VEF1) pré e pós-esforço, em pacientes portadores de asma e clínica de broncoespasmo induzido pelo exercício (BIE), submetidos a protocolo de provocação por exercício em esteira. Avaliar a viabilidade e a segurança da realização desse protocolo.